Translate / Google Tradutor

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Vamos varrer?


Vamos varrer ?
Vamos varrer o mau-olhado, as intrigas, a falta de capacidade dos invejosos, os maus pensamentos, o rancor, as dores, os desamores, as doenças da alma, o desrespeito, a falta de compaixão pelo próximo, a corrupção, a maledicência e o preconceito...
Vamos varrer toda a negatividade para além das estrelas, vamos levantar poeira !!!

Que o limite dos nossos sonhos seja a fé.
Que o desânimo seja vencido pela força de vontade.
Que o bem que mora em nós seja mais forte do que a maldade dos que nos cercam.
Que o nosso foco seja a felicidade.
E que não nos falte motivos para agradecer.

Que as gotas da chuva molhem suavemente o nosso rosto,
Que o vento suave refresque o nosso espírito,
Que o sol ilumine o nosso coração,
Que as tarefas do dia não sejam um peso nos nossos ombros,
E que os Deuses nos envolvam num manto de amor.





Leia Também

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Livrai-me da falta de mim !

Livrai-me das dores evitáveis. 
Livrai-me das decisões equivocadas. 
Livrai-me dos amigos mal-intencionados. 
Livrai-me da falta de saúde emocional. 
Livrai-me da falta de gentileza. 
Livrai-me da falta de escrúpulo. 
Livrai-me da falta de mim.
Amém!

O mais admirável nas pessoas é manterem-se de boa-fé mesmo depois de todas as agressões, desamores, desconfianças, desilusões, fomes, adiamentos, perdas e ignorâncias. É muito mais fácil desenvolver uma má vontade do que manter a atitude positiva. É muito mais fácil passar a agredir do que elogiar. Por essa razão a agressão é para os fracos.
Os verdadeiramente fortes exercem ainda a generosidade.
Você atrai tudo aquilo que teme.
Você atrai tudo aquilo que agradece.
Você atrai tudo aquilo em que foca a sua atenção.
Você atrai tudo aquilo do que se queixa.
Você atrai todas as suas experiências sem se dar conta, pelo maravilhoso poder da sua mente que funciona ininterruptamente.

Que sejamos protegidos da maldade vestida de coração bonito, 
da ira enfeitada de sorriso, 
do rancor disfarçado de amor, 
da crítica camuflada de gentileza. 
Que sejamos protegidos, guardados e cuidados pelo Senhor.
Que Ele nos abençoe e nos livre do malfeitor. 
Amém!

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

O uso de plantas dentro de casa


Algumas plantas cultivadas dentro de casa podem ir além das suas funções decorativas: elas purificam o ar.

Normalmente o ar é pior dentro de casa do que fora. Detergentes ou lareiras são os principais responsáveis. Para melhorar o ar interior podemos utilizar plantas, que o filtram. Devemos ainda arejar a casa várias vezes por semana, para o ar ser renovado, impedindo que se desenvolvam umidades e fungos.

As plantas absorvem produtos químicos do ar, e actuam como “pulmões e rins” dos espaços fechados. As toxinas são levadas para a raiz da planta e transformadas em fonte de alimento para os micróbios existentes na raiz através da transpiração ou absorção do ar poluído pelas folhas da planta.

Estudos têm demonstrado que o uso de plantas dentro de casa pode aliviar a tensão, regular a umidade do ambiente, reduzir os níveis de stress (o verde das plantas equaliza as ondas cerebrais ajudando a diminuir o stress), e até mesmo ajudar a ter uma boa noite de sono

É ideal ter um vaso com plantas sobre a mesa de trabalho, ou um vaso grande em cada sala, inclusive dentro dos quartos de dormir as plantas são bem-vindas. Pesquisas mostram que quartos cheios de plantas contêm 50 a 60% menos bolores e bactérias transportadas pelo ar do que os quartos sem plantas.

Dentre as plantas purificadoras fáceis de cuidar estão o lírio da paz, a gerbera, a palmeira anã, o bambu, a dracena, a begônia, aloé vera entre muitas outras.

Lírio da paz

Gerbera

Palmeira anã

Bambu

Dracena

Begônia

 Aloé vera


Observação: no que refere ao uso de plantas medicinais no interior dos espaços, deve ser controlado, pois essas possuem energias características das suas curas, e podem carregar demais o ambiente por isso as plantas medicinais são geralmente encontradas em ambientes externos, nos quintais e jardins.



Leia também:

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Sopra! Sopra forte!




 Sopra! Sopra forte!
Sopra para bem longe o que te fez mal, o que te apertou o coração,
o que te encheu de tristeza, toda e qualquer decepção,
o que nunca te serviu deixa para trás.
Mas sopra também por aí, espalha entre todos,
toda a tua garra, a tua esperança, toda tua força de viver!
Preserva e agradece a saúde, distribui o bem,
semeia a gratidão aos quatro cantos,
solta os ventos, proclama a paz!
Desfaz-te das antigas roupas, veste-te de novidade,
de liberdade, de amor e bondade.
E todo o resto, 
todo o resto vem logo mais.
Rachel Carvalho


Todo o nosso descontentamento, por aquilo que nos falta, provém da nossa falta de gratidão por aquilo que temos.
Não há no mundo exagero mais belo do que a gratidão!




Leia também:

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Mãe Maria


 Maria,
Dá-me um pouco de tua força para a minha fraqueza.
Um pouco da tua coragem para o meu desalento.
Um pouco da tua compreensão para o meu problema.
Um pouco da tua plenitude para o meu vazio.
Um pouco da tua rosa para o meu espinho.
Um pouco da tua certeza para a minha dúvida.
Um pouco do teu sol para o meu inverno.
Um pouco da tua disponibilidade para o meu cansaço.
Um pouco do teu rumo infinito para o meu extravio.
Um pouco da tua neve para o barro do meu pecado.
Um pouco da tua luminosidade para a minha noite.
Um pouco da tua alegria para a minha tristeza.
Um pouco da tua sabedoria para a minha ignorância.
Um pouco do teu amor para o meu rancor.
Um pouco da tua pureza para o meu pecado.
Um pouco da tua vida para a minha morte.
Um pouco da tua transparência para o meu escuro.
Um pouco do teu Filho Jesus para este teu filho pecador.
Com esses poucos, Senhora, eu terei tudo!
Amem!


Que o dia seja flor, que o tempo seja amor, que a hora se eternize. 
Que memorizes lembranças que encantam, instantes que tocam, levezas que ficam.
Que a sorte de delicadezas do dia seja farta.
Que as ações sejam espelho de uma alma que traduz verdade. Porque creio ser esta a melhor forma de se vestir paz. (Dan Cezar)

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Nem sempre o nosso barco rema na direção que queremos

Nem sempre o nosso barco rema na direção que queremos seguir, dependemos do movimento, da maré, do vento, do tempo.

Somos humanos, temos as nossas dependências e as nossas limitações. Ainda assim temos que seguir em frente, certos de que mesmo quando somos levados, Deus olha por nós, com a certeza de que tudo é caminho.

A dor ou o amor, a alegria ou a tristeza, os bons e os maus momentos, tudo é caminho, e em todos os caminhos aprendemos.
Que a força que rege o seu ser não se enfraqueça diante dos problemas.

Que os sonhos não alcançados sirvam de estímulos na realização de outros.

Que as dificuldades encontradas fortaleçam a sua fé.

Que seu sorriso alimente a sua alma quando os dias amanhecerem cinzentos.

Que a sua paz, equilíbrio e serenidade tornem o seu caminho cada vez mais florido e feliz.

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Somos as NETAS de todas as BRUXAS que não conseguiram queimar…

"Diz-se que todas as mulheres possuem um lado mágico na sua natureza, que está incorporado ao arquétipo da Bruxa.

Ela (a Bruxa) personifica a capacidade que a mulher tem de intuir, criar, encantar, proteger, iniciar, nutrir, ensinar e curar.

Ela é uma figura capaz de uma extraordinária avaliação, compaixão resistência e força.

Ao longo de séculos de discórdia e de tempos de completo caos, a Bruxa tem permanecido firme no esforço de manter o equilíbrio, e de transformar tudo para o bem de todos. Muitas e muitas vezes ela tem provado a si mesma ser profundamente adaptável, corajosa e sábia.

Se cada mulher ouvisse, com atenção, o seu canto secreto, não apenas com os ouvidos, mas com os olhos, o ventre, os seios, o coração, o espírito e a alma, descobriria um poder que carrega dentro de si desde antes do início dos tempos. É o que se chama de poder da Bruxa, é o poder do amor, que utiliza as forças positivas do ser humano para combater as maldades e adversidades da vida

A Inquisição exterminou 30 milhões de pessoas sendo 95% mulheres.
E o mundo ainda tem medo de mulheres que tentam fugir das regras pré estabelecidas, medo de mulheres que tem o hábito principal de rezar, de se valer das forças (elementos) da natureza, que dançam para a lua, que se fortalecem com o nascer do sol, que reverenciam o por do sol em agradecimento à vida, que se banham com flores, que fazem poções (nada mais do que CHÁS), que se somam em volta de uma fogueira para fazer orações à Mãe Terra, agradecendo por tudo o que ela oferece, mulheres que usam a energia da natureza para purificar o corpo, a mente e o espaço em que vivem.

Todo o preconceito não mais nos cala e podemos dizer sim, que somos sim, as netas de todas as bruxas que os inquisidores não conseguiram queimar.
As bruxas do amor que são mulheres sábias, protetoras, que conhecem e utilizam os poderes da natureza para fins benéficos. 
Sobrevivemos com a graça de Deus (que é AMOR) e assim com essa luz que vem Dele, seguiremos em frente."
"Não se contenha em ser
Não se contenha em sentir
Em ouvir
Em retribuir
Tudo no mundo flui através da nossa doação pessoal.
Doar quem somos, o que sabemos, doar amor
Não se contenha em sonhar
Em acreditar
Abra os portões internos da bem-aventurança e da paz
Deixe transbordar.
O medo freia-nos"
Lembre-se: não se CONTENHA…!



Leia também:

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Produza uma pérola…!

Então, produza uma pérola…!
As pérolas são produtos da dor, resultantes da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou um grão de areia.
Na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada nácar.
Quando um grão de areia a penetra, as células no nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra.
Como resultado, vai-se formando uma linda pérola.
Uma ostra que não foi ferida, de modo algum produzirá pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.
O mesmo pode acontecer connosco.
E você?
Já se sentiu ferido pelas palavras rudes de alguém ?
Já foi acusado de ter dito coisas que não disse ?
As suas ideias já foram rejeitadas ou mal interpretadas ?
Já sofreu o duro golpe do preconceito ?
Já recebeu a dor da indiferença ?
Então, produza uma pérola…!
Cubra as suas mágoas com várias camadas de AMOR.


Muitas vezes vemos “Ostras Vazias”, não porque não tenham sido feridas, mas porque não souberam perdoar, compreender e transformar a dor em amor.

Não permita que a sua ostra fique vazia. 
Produza uma pérola…!



Veja também:

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Oração à Mãe Terra

Oração à Mãe Terra
Abençoado seja o Filho da Luz que conhece sua Mãe Terra
Pois é Ela a doadora da vida.
Sabe que a sua Mãe Terra está em ti e tu estás Nela.
Foi Ela quem te gerou e quem te deu a vida
E te deu este corpo que um dia tu lhe devolverás.
Sabe que o sangue que corre nas tuas veias
Nasceu do sangue da tua Mãe Terra.
O sangue Dela cai das nuvens, jorra do ventre Dela,
Borbulha nos riachos das montanhas
E flui abundantemente nos rios das planícies.
Sabe que o ar que respiras nasce da respiração da tua Mãe Terra.
O alento Dela é o azul celeste das alturas do céu...
E os sussurros das folhas da floresta.
Sabe que a dureza dos teus ossos foi criada dos ossos de tua Mãe Terra.
Sabe que a maciez da tua carne nasceu da carne de tua Mãe Terra.
A luz dos teus olhos e o alcance dos teus ouvidos
Nasceram das cores e dos sons da tua Mãe Terra,
Que te rodeiam como as ondas do mar cercam os peixinhos.
Como o ar sustenta o pássaro,
Tu és um com a tua Mãe Terra.
Ela está em ti e tu estás Nela.
Dela tu nasceste, Nela tu vives, e para Ela voltarás novamente.
Segue, portanto, as Suas leis
Pois teu alento é o alento Dela.
Teu sangue, o sangue Dela.
Teus ossos, os ossos Dela.
Tua carne, a carne Dela.
Teus olhos e teus ouvidos são Dela também.
Aquele que encontra a paz na sua Mãe Terra,
Não morrerá jamais.
Conhece esta paz na tua mente.
Deseja esta paz ao teu coração.
Realiza esta paz com o teu corpo.
Evangelho dos Essênios
“Se  reconhecermos, como os povos originários e muitos cientistas modernos, que a Terra é Mãe generosa, geradora de toda vida, então devemos a ela o mesmo respeito e veneração que devotamos às nossas mães. Em grande parte, a crise ecológica mundial deriva da sistemática falta de respeito para com a natureza e a Terra.”
Leonardo Boff 



Leia Também:

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

O caminho para a felicidade não é reto.

O caminho para a felicidade não é reto.
Existem curvas chamadas EQUÍVOCOS,
Existem semáforos chamados AMIGOS,
Luzes de cautela chamadas FAMÍLIA,
E tudo se consegue se tens rodas chamadas DECISÃO,
Um motor poderoso chamado AMOR,
Um bom seguro chamado Fé,
Combustível abundante chamado PACIÊNCIA,
Mas acima de tudo
Um motorista habilidoso chamado DEUS!

Perguntaram a Mahatma Gandhi quais são os fatores que destroem os seres humanos. E ele respondeu:

A Política sem princípios; o Prazer sem compromisso; a Riqueza sem trabalho; 
A Sabedoria sem caráter; os Negócios sem moral; a Ciência sem humanidade; a Oração sem caridade. 

A vida ensinou-me que as pessoas são amigáveis, se eu sou amável, 
Que as pessoas são tristes se eu estou triste, 
Que todos me querem se eu os quero, 
Que há rostos sorridentes se eu lhes sorrio, 
Que há faces amargas se eu sou amargo, 
Que o mundo está feliz se eu estou feliz, 
Que as pessoas são gratas se eu sou grato. 

A vida é como um espelho: 
se você sorri para o espelho, ele sorri de volta. 

A atitude que eu tome perante a vida é a mesma que a vida vai tomar perante mim.

Mahatma Gandhi


Leia Também:

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

O Céu e o Inferno















O Céu e o Inferno

 Conta-se que certo dia, um famoso e hábil Samurai, conhecido pela sua violentíssima índole foi procurar um sábio Monge que meditava ao Norte durante o Inverno.

Encontrando-o em meditação no meio da neve ao pé de uma montanha, não perdeu muito tempo e perguntou-lhe em tom de voz duro sobre algo que sempre o atormentara e que com o peso da idade, lhe consumia o espírito até o limite do insuportável:
– “Monge, tenho pensado muito nos caminhos que trilhei pela vida até aqui… em tudo que vi e vivenciei. Sobre as minhas decisões e anseios. Preciso muito de uma resposta, ensina-me de imediato: o que é o Céu e o que é o Inferno?”

O Monge, de pequena estatura, idoso e muito franzino, olhou para o bravo guerreiro de cima a baixo com ar de reprovação e disse-lhe:

– “Eu não poderia ensinar-lhe coisa alguma, você está imundo e é um ser desprezível. Tem a inteligência de um inseto e o merecimento de um tolo. O seu mau cheiro é insuportável. Ademais, a lâmina da sua espada está enferrujada. Você é uma vergonha para a classe dos samurais. A sua mera existência é lastimável! Desapareça da minha frente criatura execrável, você é tão indigno quanto o mais indigno dos homens!”

O Samurai ficou enfurecido. O sangue subiu-lhe ao rosto e ele não conseguiu dizer uma palavra, tamanha era a sua ira. Empunhou a espada, ergueu-a sobre a cabeça e preparou-se para decapitar o Monge num violento e assustador ataque. No auge de tamanha fúria o Monge apontou-lhe o dedo e falou:

– “Eis o Inferno.”

 O Samurai ficou imóvel como se tivesse sido congelado; estava ofegante e aturdido. A sabedoria e coragem daquele pequeno ancião o impressionaram, afinal de contas, arriscara a própria vida para lhe ensinar sobre o Inferno. 
O bravo guerreiro baixou lentamente a espada e caiu de joelhos diante dele numa profunda e sincera reverência. Os seus experientes e destemidos olhos, que tantas sangrentas batalhas testemunharam, estavam marejados.

O velho sábio continuou em silêncio. Passado algum tempo, o Samurai já com o coração pacificado, pediu humildemente cheio de vergonha e gratidão ao venerável Monge, que lhe perdoasse o infeliz gesto. Naquele momento, o Monge em tom brando, doce e sereno lhe disse:

– “Eis o Céu”.
















O céu e o inferno estão aqui nas nossas vidas e derivam com as nossas atitudes.

Se procurarmos levar o paraíso para os outros chegaremos lá também. Mas se tentarmos levar os outros para o inferno percorremos a mesma estrada.

A construção do céu ou do inferno só depende de nós.

Constrói o teu CÉU !

terça-feira, 28 de julho de 2015

Não julgue! Antes de concluir, observe melhor!

Não julgue! Antes de concluir, observe melhor!

Certo dia uma senhora estava à espera do seu voo na sala de embarque de um Aeroporto. Como tinha de esperar por muitas horas resolveu comprar um livro para matar o tempo, comprou também um pacote de biscoitos e sentou-se numa poltrona do aeroporto, para descansar e ler em paz.

Ao seu lado sentou-se um homem.
Quando ela comeu o primeiro biscoito, o homem também tirou um e comeu.
Ela ficou indignada, não disse nada, mas pensou:
“Mas que atrevimento! Se eu estivesse mal disposta dizia-lhe das boas”

A cada biscoito que ela tirava, o homem também tirava um.

Aquilo estava a deixá-la tão indignada que nem conseguia reagir. Quando restava apenas um biscoito ela pensou:
“O que será que este atrevido vai fazer agora?”

Então o homem dividiu o biscoito ao meio, deixando a outra metade para ela.

Aquilo deixou-a a bufar de raiva.

Ela agarrou no seu livro e nas suas coisas e dirigiu-se ao embarque. Quando se sentou confortavelmente, no interior do avião, olhou para dentro da sua mala, e, para sua surpresa, estava lá o pacote de biscoitos ainda intacto.

Ela sentiu-se muita envergonhada. Afinal quem estava errada era ela, e já não havia mais tempo para pedir desculpas.

O homem tinha dividido os seus biscoitos sem se sentir indignado, enquanto ela tinha ficado revoltada, ao pensar que estava a dividir os dela.

Quantas vezes, na nossa vida, nós é que estamos a comer os biscoitos dos outros, e não temos a consciência disso?

Pense e reflita claramente!
Antes de concluir observe melhor!


Às vezes, nós é que estamos errados e precisamos ter a humildade de o admitir...

SIGA este blog aqui :

Eu Sou GRATA

Eu Sou GRATA